segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Império Romano: Exercícios


Exercícios
1) (FUVEST) O Estado Romano no Baixo Império carcterizou-se pela:
a) aceitação do princípio da intervenção do Estado na vida social e econômica
b) tentativa de conduzir os negócios públicos exclusivamente a partir de um determinado grupo social
c) estabilidade nas relações entre o poder central e os governos provinciais
d) perfeita harmonia dos órgãos legislativos quanto às idéias de expansão territorial
e) absoluta identidade de pensamento quanto às atitudes frente ao problema religioso.
2) (UEMS) Entre as reformas introduzidas em Roma por Augusto, podemos citar:
a) o estabelecimento do divórcio
b) a drástica redução dos efetivos militares
c) a restauração do antigo sistema de cobrar os impostos provinciais
d) a criação de um sistema centralizado nos tribunais; e) a redução da autonomia das províncias.
3) (FUVEST) Diocleciano ( 284-304 ) e Constantino ( 312-337) destacaram-se no história do Império Romano por terem:
a) conquistado e promovido a romanização da Lusitânia, incorporando-a ao Império
b) introduzido em Roma costumes religiosos e políticos dos etruscos
c) concedido à plebe defensores especiais os tribunos da plebe que protegiam seus direitos
d) consolidado o Direito Romano na chamada Lex Duodecim Tabularum
e) estabelecido medidas visando deter a crise que abalava o Império.
4) PUC) Os irmãos Graco:
a) defenderam os camponeses sem terra contra a aristocracia
b) foram os conquistadores de Cartago
c) eram os principais líderes do partido aristocrático
d) elaboraram a primeira lei escrita de Roma
e) foram os autores da Lei das Doze Tábuas.
5) (FUVEST) A expansão de Roma durante a República, com o conseqüente domínio da Bacia do Mediterrâneo, provocou sensíveis transformações sociais e econômicas, entre as quais:
a) Um marcante processo de industrialização, êxodo urbano e endividamento do Estado
b) O fortalecimento da classe plebéia, expansão da pequena propriedade e propagação do cristianismo
c) o crescimento da economia agropastoril, intensificação das exportações e aumento do trabalho livre
d) O enriquecimento do Estado Romano, aparecimento de uma poderosa classe de comerciantes e aumento do número de escravos
e) A diminuição da produção nos latifúndios, acentuado processo inflacionário e escassez de mão-de-obra escrava.
6) (OSEC) Sobre a ruralização da economia ocorrida durante a crise do Império Romano, podemos afirmar que:
a) proporcionou ao Estado a oportunidade de cobrar mais eficientemente os impostos
b) foi a causa principal da falta de escravos
c) foi conseqüência da crise econômica e da insegurança provocada pela invasões dos bárbaros
d) incentivou o crescimento do comércio
e) proporcionou às cidades o aumento de suas riquezas.




Um comentário:

Eliphas Rodrigues disse...


Respostas
1. A
2. E
3. E
4.A
5.D
6.C